Apple perde mais de 50% de consumidores brasileiros em 2016

0
274

O ano de 2016 foi uma montanha-russa para o mercado celular no Brasil: enquanto as vendas caíram 16% durante todo o ano, o último trimestre apresentou uma recuperação de 15%, indicando uma possível retomada em 2017, segundo dados da Counterpoint divulgados pela Folha de SP.

Uma companhia que sentiu um ano ruim no Brasil foi a Apple: a companhia, que tinha uma participação de 8,3% no mercado em 2016, fechou o ano com 3,8% de participação, totalizando uma queda que soma mais de 50% dos consumidores.

A Samsung lidera o mercado brasileiro, totalizando quase 50%.

“As fabricantes que ganharam espaço foram as que conseguiram oferecer celulares menos caros”, notou Tina Lu, analista da Counterpoint. “O Brasil tem passado por uma crise econômica profunda que começou no meio de 2015 (…) A crise foi grave o suficiente para colocar em dúvida se o Brasil continuaria sendo líder do mercado de smartphones na América Latina em 2016”.

A companhia que abocanha a maior fatia do mercado no Brasil é a Samsung, que tinha 40% do mercado em 2015 e cresceu para 46,7% até o final de 2016. Em segundo lugar, a Motorola/Lenovo ficou estável variando entre 13% e 12,9%. Fechando o TOP 3 está a Alcatel, que cresceu de 3,6% para 5,5% no fim do ano passado.

“O Brasil é um mercado muito concentrado. As cinco maiores marcas capturaram 75% do mercado de smartphones. Isso se deve principalmente às fortes barreiras para entrar no mercado”, notou a Counterpoint.

Operadoras

Além de fabricantes, as operadoras também tiveram suas fatias estabelecidas em 2016. Confira abaixo:

  • Claro: 39%.
  • Vivo: 32%.
  • TIM: 18%.
  • Outras: 11%.

Ate a próxima!

DEIXE UMA RESPOSTA